Seguidores

terça-feira, 18 de junho de 2013

A CORRUPÇÃO NO MEIO EVANGÉLICO

Por Alberto Couto Filho
Abençoamados leitores,
Paz
Que as manifestações de ontem (17/06) sirvam de advertência não somente aos nossos corruptos governantes, pela improbidade e pela malversação do dinheiro público, mas, também, à Igreja de Cristo pelos atos praticados pelos falaciosos teólogos da prosperidade, que "a olhos vistos" enriquecem ilicitamente, praticando ações capituladas no Código 50 do NCCB - Abuso da Personalidade Jurídica e Desvio de Finalidade, gerando aquela Confusão Patrimonial que culminou com ameaças de processo à Revista Forbes.
Veja o sucedido recentemente com a Igreja Cristã Maranata, em episódio lamentável, no qual a liderança daquela igreja e vários dos seus pastores foi presa, pelo cometimento daquele ilícito penal.
Por falar nisso, perguntemos às Autoridades o que teria acontecido com as averiguações (MPF e RECEITA FEDERAL) sobre aquelas denúncias escandalosas do visível enriquecimento ilícito de um pseudo milagreiro autodenominado apóstolo, feitas por um conhecido bispo, aldrabão que, recentemente, teve a cachimônia de criticar, com acinte, um milagre do Autor e Consumador da nossa fé – a transformação da água em vinho.

Desta vez, ali estava um pequeno reflexo da indignação popular – uma manifestação financiada apenas pelo repúdio de um povo espezinhado, pisoteado pela politicalha indecente daqueles escolhidos por um povo esperançoso por dias melhores para os seus; ali estavam os filhos daquela esperança, frustrados pela podridão, pelo chorume nauseante exalado de um monturo legislativo disposto a legislar em causa própria, quando visam benefícios e/ou vantagens ao fazê-lo, como no caso da antidemocrática PEC 37, de autoria do deputado federal Lourival Mendes da Fonseca Filho (PT-MA) que tenciona calar o Ministério Público Federal ante as mazelas oriundas de uma sórdida politicagem, inteiramente maléfica ao nosso País; ali estavam os filhos daqueles que, há 10 anos, sufragaram nas urnas o candidato do partido, hoje dominante, que prometia à época, nos governar com justiça e integridade; ali estavam os filhos, já fartos de ouvir diuturnamente os clamores dos seus pais por necessárias e urgentes melhorias nas áreas sociais da Saúde, Educação, Assistência Social e Segurança.
Fiquemos atentos a uma provável absolvição dos políticos petistas condenados no processo do Mensalão – esta trama já vem sendo urdida pelo nosso governo (PODER EXECUTIVO) desde a sentença condenatória do processo 470, como recompensa aos seus fiéis escudeiros, alguns já contemplados com posições de destaque em Comissões Permanentes da Câmara dos Deputados como, por exemplo, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCIC) que, como as demais controlam, em sua ação fiscalizadora, os atos governamentais executados ou em execução, evitando que eles sejam levados ao Plenário da Câmara.
O que deve nos preocupar é vermos uma correlação entre os atos praticados por políticos corruptos e as ações daqueles mega-evangelistas sem consciência cristã que, abertamente, desviam os valores da arrecadação de ofertas advindas da mercantilização da fé dos nossos irmãos (estelionato espiritual) para os seus projetos faraônicos e satisfação dos seus gostos pessoais, mediante a aquisição de mansões, aeronaves, fazendas e outros bens.

Lembremo-nos de que a palavra CORRUPÇÃO origina-se na teologia , quando criada por Agostinho de Hipona que, em suas correspondências, afirmava que os seres humanos agem como corruptos, quando têm seus corações rompidos e pervertidos, como no caso desses atuais profetas da prosperidade.
Ele fez citações bíblicas que vêm nos advertir sobre a corrupção que campeia, em nossos dias, no meio evangélico.
Eis o que escreveu, um ano atrás, o Pastor Clécio Uchoa (Fortaleza CE), advertindo-nos sobre a corrupção em nossas igrejas:
“O povo evangélico precisa aprender a pensar e agir politicamente.
Pensar e agir politicamente é envolver-se e preocupar-se com questões da sociedade atual, com o uso do dinheiro público. Quando falo de dinheiro público não estou me referindo só a dinheiro que é administrado pelos poderes governamentais, mas ao dinheiro que também está em nossas Igrejas, pois é também um bem da comunidade.”

Amados,  em outubro do corrente ano acontecerá a EXPOSED 2013 com o tema "EVANGÉLICOS CONTRA A CORRUPÇÃO. Saibam mais, acessando http://www.exibirgospel.com.br/2012-04-30-21-00-19/58-noticia2/957-exposed-2013-evangelicos-em-campanha-contra-a-corrupçao.html ou busquem contato com a Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE)

Alberto Couto Filho

Pesquisar assuntos, temas ou postagens

MILAGRES

Veja quem nos visitou recentemente