Seguidores

sábado, 1 de dezembro de 2012

O AMIGO

Por Alberto Couto Filho

Quando de um Congresso de Homens, recentemente fiz uma palestra na COMUNIDADE EVANGÉLICA FONTE DAS ÁGUAS VIVAS, igreja presidida pelo nobre pastor Norberto Ferreira Lucena, autêntico homem de Deus.  O tema desse Congresso está contido no texto bíblico “Deveres do Casamento”, em Ef 5:25 – “Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela”.

O assunto abordado foi “A LIDERANÇA NOS LARES” em que ressaltamos que a responsabilidade de um pai quanto à criação e educação dos filhos advém do próprio Deus
Essa responsabilidade, então procedente do Criador é enfatizada nas Escrituras, desde o ordenado por Moisés sobre as Leis de Deus, no AT: “Tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te” (Dt 6:7), até a admoestação de Paulo para criarmos nossos filhos, no NT: “E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor” (Ef 6:4).
Com profunda tristeza constatamos que, nestes últimos anos, raríssimas igrejas reportam-se a este importante assunto em ensinos bíblicos ou em sermões de pregadores da Palavra de Deus. Nossos líderes espirituais estão, praticamente, silentes diante da nefasta aceitação da união afetiva entre homossexuais que pretendem nos levar ao convencimento de que as famílias já não precisam, necessariamente, de pais para lidera-las.
Esta sacrílega e execrável Engenharia social, totalmente desconexa, ilógica e incongruente às Escrituras Sagradas e à própria Constituição Federal, vem querendo levar ao mundo a impressão de que, hoje, segundo ela, maridos e pais estão agindo como pessoas atoleimadas ou como déspotas esclarecidos, demonstrando uma total inutilidade na liderança dos lares, por estarem “por fora” da realidade atual.
Triste, muito triste é perceber a carência de pais verdadeiros. O que se vê, na realidade, é uma total desatenção dos pais para com os filhos, à medida que a exiguidade de tempo não lhes permite ocupar-se da sua educação. Muitos, até, criam seus filhos com tirania e violência. Preciso perguntar:
Por que os pais, com vistas à necessária educação dos filhos, não dedicam mais tempo, esforço e energia neste privilegiado e sublime mister? 
Por que os pais não buscam santificar os seus lares?
Por que os pais não ensinam seus filhos a amarem a Deus para serem, também, amados por Ele?
 (Pv 8:17)
Por que os pais não mais ensinam seus filhos a adorarem a Deus?
Por que os pais têm dificuldade para dizer “NÃO” aos filhos?
Por que os pais estão retirando da criança a disciplina, evitando fustiga-las? (Pv 23:13-14)

Será que têm medo de irritá-los quando da disciplina ou correção?
Será que esses pais não se apercebem de que com este comportamento estão abrindo mão de dar amor aos seus filhos através de uma educação que venha a desenvolver um bom caráter?

O papel de um pai é o de um “amigo”; é o de um “irmão camarada”. Neste papel, a ele conferido pelo Senhor, é refletida a sua importância na célula familiar.
O apóstolo Paulo ensina aos pais como serem “amigos” da esposa e dos filhos no convívio familiar (Ef 5:22/25, 6:4) e, convenhamos, liderar como “amigo” não é  uma tarefa das mais fáceis – Jesus que o diga!

Os mandamentos do Senhor responsabilizam os pais pelo ensino dos filhos.
Como “amigo” dos filhos o pai não deve incitá-los à ira e deve mesclar ponderação e coerência nas condições impostas às crianças (não prová-las além das suas forças), pois estas condições, se não coerentes, podem originar raiva e insubordinação.
Este pai/líder “amigo”, entrementes, deve ser suficientemente corajoso para disciplinar corporalmente os filhos menores, com vistas à manutenção do padrão bíblico na condição moral e decência do seu lar (Pv 13:24; 19:18; 23:13-14).
As nossas famílias precisam de pais – de pais, “amigos” de verdade que venham a atuar como líderes servidores em seus lares, demonstrando zelo e cuidados com seus familiares, quando do exercício da sua influência na lide com filhos e esposas, em atenção ao disposto por Paulo a Timóteo, numa de suas epístolas àquele seu discípulo: “Ora, se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente.” (1Tm 5:8).
Nós, servos, enquanto filhos de Deus, temos nossa privacidade entregue e pertencente ao PAI ETERNO e O temos como o ‘amigo’ confiável que nos ouve com amor e, que está sempre disposto a nos abençoar.   
Por assim, dispomo-nos através de orações a confidenciar a ELE nossas dificuldades, frustrações, dissabores, sentimentos, sucessos, insucessos e todas as experiências que vivemos. 
A propósito:
Lembrou-se de agradecer ao Pai por este dia que Ele te deu?
Lembra-se da sua surpresa ao ser acolhido por Ele, quando estavas abandonado e esquecido?
Lembra-se de Quem sarou as feridas da sua alma?
Lembra-se de Quem o libertou, livrando-o das algemas que o aprisionavam?
Quem pode ser melhor “amigo” que o Senhor que, por ti e por todos nós, à própria vida renunciou?
Ouça este louvor.

16 comentários:

Adriana Marques disse...

Paz,amado irmão Alberto!
Eu não vi nada de coisa horrorosa...Vc fica bem no vídeo...pode abusar bastante.

Quanto ao texto....excelente...verdadeiro!!!
Creio que o que precisamos e estar mais ligados ao nosso amigo Fiel,pois uma vez em sintonia com Ele,Ele mesmo cuidará de nos direcionar e ver aquelas áreas que precisam de cuidados...em especial nossos filhos.
Devemos rogar ao Senhor,como aquele oficial do rei disse:"Senhor, vem, antes que o meu filho morra."

Mas primeiro nós,pais nos alimentamos da Vida de Cristo pra depois jorrar o que é verdadeiro pra dentro deles.Não com cobranças,não pegar no pé,mas na mão e ajuda-los a caminhar.

Nós só poderemos dar a eles o que temos...
O que temos?

Que o Senhor faça de nós pais amigos,pais presentes,pais carinhosos,pais que não olham pra este mundo,mas para DEUS, almejando o mundo que há de vir no qual governaremos.Trazendo sempre em mente que é necessário vigiar e cuidar das pérolas que DEUS nos deu,pois se não conseguimos cuidar direito de nossas casas,nossos filhos como governaremos no mundo que há de vir?

Sensacional!

Abraço em ti!

Pastor Giovani e Missionária Delair disse...

Irmão Alberto,
Realmente, educar os filhos no Caminho não é uma tarefa tão fácil, pois o mundo chama as crianças e os jovens a todo momento, com vários atrativos.
Cria-se no Evangelho e depois eles querem experimentar, por algum ou bastante tempo, as vaidades do mundo.
Contudo, Deus sabe do esforço daqueles que conhecem a Palavra e se esmeram nessa obra e mandamento.
Que Deus nos dê sabedoria para enfrentar uma guerra, que sabemos, é espiritual, pois temos visto os ardis de satanás objetivando a destruição do padrão familiar que Deus criou desde o princípio.
Lindo louvor,
Deus abençoe o irmão e família,
A Paz,
Missionária Delair.

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

"Carência de pais verdadeiros..."

O que vemos hoje...é muito dinheiro dentro de casa...e VAZIO dentro dos CORAÇÕES.Um corre corre pela fama...reconhecimento...glamour,e FILHOS...espalhados pelo chão...vazios de AMOR.

JESUS...a maior demonstração de FILHO.
Sigamos...refletindo através DELE.
Um abraço, fica com DEUS...sempre!

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro irmãozão Alberto Couto,

A paz amado!

Já sinto saudades dos momentos que estivemos juntos, na igreja, no restaurante, em sua residênca (linda mansão... risos) e passeando pelo Rio de Janeiro, onde mataste minhas saudades de lugares não visitados há anos, e o momento na igreja que frequentas, esta liderada pelo pastor Norberto no Bairro do Anil.

A sua matéria é liderada pela acústica de um coração entregue nas mãos de Deus.

É impossível ser um bom pai, se não formos um bom filho de Deus. Impossível sermos um bom filho de Deus, se não formos um bom pai.

O Senhor seja contigo, nobre irm~~aozão,

O menor dos teus irmãos.

Suely Rezende - Ministério HD disse...

Olá querido irmã Alberto,

Graça e Paz!!
Linda palavra expressa nesse blog abençoado.

Tenha uma semana de vitória,

Abraços
Suely

BRECHÓ DO SUL . PODE SER !!! disse...

OI TUDO BEM !!
OI ADOREI SEU BLOG JÁ ESTOU SEGUINDOSEU BLOG, PODERIA POR GENTILEZA SEGUIR O MEU TAMBÉM , E CLICAR NO G+ . MEU BLOG É :- http://brechodosul.blogspot.com.br , VAI DAR UMA OLHADINHA SERÁ UM PRAZER EM RECEBER .
OBRIGADA AGUARDO SUA GENTILEZA

FICO GRATA AO ME SEGUIR , POIS JÁ ESTA SEGUIDA . E QUERENDO ALGUMA ROUPA ME ESCREVA PARA MEU EMAIL SERA UM PRAZER NEGOCIAR COM VOCÊ.

MARCIA REGINA - DESCULPE-ME A LETRA GRANDE MAS SOU DEFICIENTE ESPECIAL

*Escritora de Artes* disse...

Olá Caro amigo,

A família é o bem mais precioso que temos, e a base para uma boa convivência familiar é o respeito!

Grande abraço

Saudações

Flademir Bernardo disse...

Olá amado,
que benção o seu blog. Já estou seguindo para receber as atualizações.
Gostaria de tê-lo seguindo o meu blog.
http://pastosverdejantes.blogspot.com/

Fica na Paz.

Alberto Couto Filho disse...

Oi Adalberto, meu irmão amado

Paz

Por que não comentas?
Alberto

Natanael Lima disse...

Meu maninho Alberto!
Quando eu crescer quero ser com vc...de verdade! Este hino é lindo, quando da minha adolescencia ouvia muito as composições do poeta Sergio Lopes...benção!Parabéns pelo texto, tão profundo e real...

Abraço, ManAlberto!!! Nata.

natanaellima.blogspot.com

Brena Oliveira disse...

Ôh Couto,

Que vozeirão!!! Deus abençoe a tua vida sempre.

Grande beijo...

Alberto Couto Filho disse...

Brenamada,

Paz

Saudades de ti, do Clovis e de todo o mundo.
Por onde andavas?
Você cada vez mais linda!
Seu conservo
Sem Jesus, absolutamente, não dá!

Mário César de Abreu disse...

A Paz do Senhor Amado Alberto!!

Bonita composição e o intérprete a deixou mais profunda e bela.

Mário

Brena Oliveira disse...

Amigo,
São os seus olhos!

Também estava com saudade, daí resolvi passar por aqui. Estamos esperando a tua vinda à Ilha!

Rescator disse...

De fato o sr é um homem afortunado.
Em minhas conversas tenho que lutar para que as pessoas parem de gostar mais bicho do que gente.
E digo: Está difícil.

Rescator disse...

De fato o sr é um homem afortunado.
Em minhas conversas tenho que lutar para que as pessoas parem de gostar mais bicho do que gente.
E digo: Está difícil.

Postar um comentário

Pesquisar assuntos, temas ou postagens

MILAGRES

Veja quem nos visitou recentemente